Instalando Linux diretamente em um dispositivo USB com memoria persistente (Passo-a-Passo).

Nesse post estaremos mostrando como instalar um sistema operacional Linux em uma mídia de armazenamento externo, podendo assim levar seu SO para qualquer lugar sem necessidade de levar seu Notebook com você.

O que precisaremos:

-ISO de Instalação de uma distribuição do Linux;

-HD Externo ou Pen Drive 16GB (recomendado)

-VMWare Player instalado;

Inicialmente tenha em mente que esse processo pode não funcionar em todas as maquinas, porem as distribuições do Linux possuem uma ótima compatibilidade de hardware, eu pessoalmente fiz o processo e até então não tive nenhum problema.

Vocês podem fazer a instalação através de uma máquina virtual rodando a ISO em modo Live CD ou rodando um LIVE-CD pelo boot convencional do sistema.

1º Passo é instalar o VMWare Player (recomendado) ou se caso você esteja rodando direto pelo boot pule essa etapa abaixo:

“Se você tem dúvida como instalar um SO no VMWare Player, siga esse tutorial“.

Já com o SO executando em modo Live-CD, conecte a mídia USB e no painel flutuante do VMWare vá emPlayer>Removible Devices>marca-media-usb>connect

bootable1

“A partir daqui o procedimento é o mesmo tanto para boot convencional ou VMware”.

Depois abra o terminal de comando do Linux, a forma de abrir o terminal pode variar de acordo com a distribuição do Linux, mas na sua maioria basta utilizar do atalho “Crt+Alt+T”;

bootable2

No terminal digite o comando “sudo gparted” sem aspas, gparted é um programa de gerenciamento de partições e discos e o prefixo “sudo” é para iniciar o programa com permissões especiais, caso o gparted não esteja pré-instalado no live cd, é possível instala-lo pelo comando “sudo apt-get install gparted”;

Com Gparted aberto no lado direito do programa haverá uma caixa de seleção onde você irá escolher o dispositivo USB que você deseja instalar o sistema operacional, geralmente mídia usb estará com o nome “/dev/sdb”, mas se você tem mais de um HD ou mais de um dispositivo de armazenamento conectado no PC pode ser que apareça com outro nome, assim é necessário ver pelo tamanho da unidade qual é a certa.

bootable3

Agora você irá formatar a mídia USB, muito cuidado pois caso você esteja executando os processos direto do Live-CD sem o VMWare, se você escolher o dispositivo errado poderá formatar sem querer a unidade onde o seu Windows está instalada, por isso sempre recomendamos fazer esse processo pelo VMWare.

Iremos apagar o sistema de arquivo da unidade USB para isso clique no gráfico que descreve a utilização de memória do dispositivo, após isso clique no símbolo de proibido:

bootable4

Depois que ele fizer o processo de exclusão da partição é necessário criar as partições que serão usadas pelo Linux.

Para perfeito funcionamento do Linux é obrigatório a criação de no mínimo 2 partições sendo elas, uma para arquivos do sistema (ext3) e a outra para Swap, no meu caso aqui estou usando um pendrive 16GB e estarei separando em uma partição com 15GB para o sistema e 1GB para Swap, mas não é obrigatório seguir a isso a risco só que uma má distribuição de espaço pode acabar em um mal funcionamento do sistema.

Agora você vai clicar no primeiro ícone que tem a aparência de uma folha com o símbolo + e iremos definir primeiro o tamanho da partição de arquivos pro sistema, no campo Free Space Following da janela que abriu você irá marcar a quantidade de megabyte que ficará disponível para outra partição, note que ao fazer isso automaticamente o gparted já define o tamanho da nova unidade com todo tamanho que resta na sua unidade USB, após isso mude o campo File Sytem para ext3 e em seguida clique em Add:

bootable5

Agora clique no espaço não alocado e clique na folhinha com símbolo de + novamente, e mude o campo File System para Linux-Swap verifique se o tamanho da partição corresponde com o que você queria, e clique em Add, aqui no meu caso fiz com 1GB conforme já mencionei:

bootable6

Agora clique no símbolo de confirmação para formatar a unidade USB e aplicar as alterações na mesma, depois disso seu dispositivo de armazenamento já está pronto para receber o Linux:

bootable7

Agora iniciaremos o gerenciador de instalação do Linux, muito cuidado pois se você cometer algum erro nesse passo pode acabar perdendo tudo e tendo que repetir todos os processos anteriores.

Com gparted ainda aberto inicie o gerenciador de instalação e siga os passos automáticos do gerenciador e no momento em que ela perguntar como deve ser a instalação, clique em AVANÇADO:

bootable8

Agora você irá selecionar a partição de arquivos para o sistema que você criou com ext3, /dev/sdb1 ext3, de um clique em cima dessa linha e depois vá em alterar, siga o exemplo da imagem abaixo, em usar como marque “Sistema de arquivos journaling ext3”, marque a opção “Formatar Partição”e em ponto de montagem marque a opção com / e depois clique em OK, usuários mais avançados podem tentar criar partição separada para /home por exemplo, mas nesse caso faremos um único ponto de montagem para todo sistema.

bootable9

Depois iremos fazer a mesma coisa para swap, mudando apenas o sistema de arquivo para área de troca (swap);

Ultra importante depois de fazer os passos acima certifique que o inicializador do sistema está marcado para ser instalado no dispositivo USB, caso contrário é só selecionar o dispositivo correto e clicar em INSTALAR AGORA e seguir os passos:

bootable10

Se tudo tiver corrido bem, vocês estará com uma mídia USB bootable com SO Linux instalado diretamente com memoria persistente.

Eu normalmente uso meu HD Externo com o elementar OS Luna instalado, a vantagem de se usar um HD é que a velocidade de escrita e leitura é muito maior que um pendrive convencional, abaixo segue como uso a partição do meu HD:

HD S2 SMASUNG – 1TB

– Partição 1 = 500GB FAT32: Para arquivos, pois dvds, ps3, tvs….geralmente só lê sistema de arquivo fat32;

-Partição 2 = 380GB NTFS: Para arquivos maiores de 4GB, pois fat32 não consegui armazenar esses arquivos;

-Partição 3 = 80GB EXT3: Partição onde instalei o Linux;

-Partição 4 = 6GB SWAP: Memoria de troca do Linux.

Configurei ainda Zram no Linux que diminui a frequência do uso da memória swap, isso faz com que o sistema corra com melhor desempenho, porém é recomendado apenas para quem tem muita memória Ram.

Anúncios

3 Respostas para “Instalando Linux diretamente em um dispositivo USB com memoria persistente (Passo-a-Passo).

  1. Boa tarde! Eu tento fazr o procedimento em meu pendriver de 16gb,mas sempre da erro no Grub!Estou tentando intalar o Pearl xfce 32bits nele.Por que sempre da erro no Grub ?

    • Ele chega a concluir a instalação? Em que momento da o erro? Eu não conheço essa distro Pearl e não sei se a dica que vou te dar irá resolver o problema. Porem acredito que sim. Na hora de particionar o Pen drive, crie uma partição a mais com 300MB, ela será usada para instalação do inicializador do sistema (grub). Durante a instalação quando estiver definindo as partições, marque ela para partição de inicialização. Se seu computador usar EFI/UEFI em vez da bios, marque a opção igual a imagem que segue no link http://i.imgur.com/Tul0lJF.png . Pode acontecer dessa distro não aceitar inicialização por EFI, tente testar em outra maquina.

      • Obrigado, vou testar hoje! O erro acontece na hora q ele está finalizando a instalação do grub. Mas em outra tentativa deu tudo certo, mas aí fui iniciar com o Pendriver e não dá boot, aparece a msg de grub lá, já aconteceu de ocorrer tudo certo e quando reinício pra dar bootstrap nele, fala da a msg de grub e não inicia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s